quinta-feira, 21 de abril de 2011

Sexo na balada

Antes de mais nada, assista ao vídeo da pentada violenta. Existe prova mais do que essa de que existe sexo na balada? rsssss

***

Hoje eu vou falar sobre um assunto muito tabu: o sexo na balada.

Você pode até pensar que sexo na balada é algo incomum. Mas é mais corriqueiro do que você imagina. Isso porque você acaba sendo ingênuo de acreditar que todos estão dançando tranquilamente sem muitas intenções naquela mesma noite. Quem não tiver dinheiro pode fazer ali mesmo e você nem reparar.

Isso não faz parte de uma cabeça maldosa, sexo na balada realmente acontece. E claro que os vídeos com as imagens não são divulgadas pelos clubes noturnos mas que acontecem, acontecem. Comece a reparar melhor nos casais em sua volta.

Sem você perceber, um cara pode estar encoxando uma mina no banheiro da festa, alguma coisa pode estar sendo acontecendo atrás do sofá... As mãos bobas ... preste atenção.

O consumo de álcool e muitas vezes outras drogas podem alterar o comportamento e o senso de ridículo, favorecendo o ato sexual em si em uma balada.

Saindo um pouco do foco de nossa conversa, alguns problemas podem acontecer pra quem vai para a cama com o primeiro que aparecer. As consequências podem ser:

- acordar com alguém que você não gostaria de acordar na mesma cama
- engravidez indesejada (para a mulher)
- adquirir doenças sexualmente transmissíveis (AIDS, herpes, gonorreia, etc)
- subtração de seus bens (caso leve o acompanhante para sua casa dormir)

***

Mesmo com tudo isso tem gente que acredita ainda que sexo só acontece no pós-balada - o que não é verdade.

Nos bailes funks, por exemplo, a azaração sexual muitas vezes acaba não sendo tão despercebida assim. Muitas meninas já vão para os bailes sem a calcinha. Em certos momentos os manos chegam só encoxando e com o zíper aberto. As danças sugestivas como Rebolation, Créu, Dança da motinha podem "catalizar a reação" - explicariam os químicos.

Em raves, algumas pessoas podem surtar. Há vários casos de "ravistas" que consomem êcstase (aquela famosa pílula - droga do amor) e que os deixam praticamente no cio (não, esse seria o viagra, rss) mas pode acontecer de o usuário querer ter mais contato com a pele de outras pessoas. Se sentem nas nuvens e não enxergam bem o desconhecido na balada.

Para se ter uma ideia de que sexo e festas estão relacionados leve em consideração os shows de rock. Ninguém faz nada (supomos) se não tiverem a oportunidade. O lema do rock é o "Sexo, Drogas e Rock'n'Roll". WoodStock foi um grande evento aonde esses três elementos estiveram presentes. Nesse evento houve muito sexo ao céu aberto. Pense nisso

Mesmo sabendo disso, não podemos culpar as festas por gravidez indesajada, por exemplo. É cada pessoa que precisa se responsabilizar. Além do mais, as festas estão para o divertimento e comemoração. Sexo sempre esteve presente em tudo porque o ser humano tem um instino a ele por natureza - por isso nem podemos o considerar algo sujo. Contudo deve haver cuidados.

E pra ser sincero a maioria das relações sexuais acontecem mesmo é fora de balada. Hoje em dia que as festas são mais liberais em certos aspectos.

3 comentários:

Devassa disse...

É verdade, eu mesmo já fiz

SamuRi disse...

Eu hein, vi uma vez tb, TRASH Um assunto polêmico é mamelos

Denise disse...

Bom, eu sou da opinião de que, quando um não quer, dois não fazem ehehehe.. Mas também acho tosco fazer sexo no meio da pista.. Por isso sou a favor das danceterias terem o tal do dark room, assim vai pra lá quem quer e pronto.. Cada cabeça uma sentença..